Professores: Luta e resistência sempre!

greveprofessores204142_3

Neste dia 15 de Outubro, homenagear nossos grandes, valorosos e valorosas professores e professoras.

Precisamos de condições de trabalho digna, de salários justos. Por falar em salário justos, vários estados ingressaram com a Inconstitucionalide do piso salarial dos professores. Seria fundamental que o midiático #STF agilizasse imediatamente o referido julgamento para conferirmos até onde vai a sede de justiça dos ministros globais.

Parabéns categoria de professores, mas o velho jargão prevalece: A luta continua! Resistir e vencer sempre!

Depois do verão, vem ai a nova míni série do PIG

Já dizia meu professor de filosofia da UFPa, que nada acontece em julho na gloriosa cidade de Belém. É o nosso mês do verão.
Esse mesmo professor de filosofia afirmava que a revolução não viria ao nosso encontro em julho, no verão, todos nós estávamos nas praias, nos balneários, nos igarapés.
Terminado julho e o verão, o PIG – Partido da Imprensa Golpista estreará sua míni série “o mensalão que está por ser provado”, estreando na coordenação geral pelo PIG: Globo e #VejaMente, narração Arnaldo Jabour, comentários dos urubologos: Sardenberg e Miriam Leitão.
O canal que será transmitido o grande espetáculo do PIG – STF tendo abre alas, ministro Gilmar Mendes, este ultimo está nas capas desta semana da revista carta capital como conivente com as falcatruas do valerioduto tucano mineiro.

Demostenes-Torres

Demostenes-Torres

O Senador Demostenes Torres (DEM/GO) prova de seu próprio veneno.

Vive atualmente seu inferno astral com as denuncias de ter recebido propina do jogo do bicho através do contra-ventor Carlinhos Cachoeira.

Vamos relembrar algumas das cenas de bravatas com recheio de falso moralismo do Senador “ético” Demostenes Torres:

Ex-Ministro Lupi (PDT/RJ), episódio do jatinho, onde um amigo lhe ofereceu uma carona. Nas explicações de Lupi, Demostenes utilizou a tribuna do senado e questionou as amizades de LUPI.

Ex-ministro dos esportes Orlando Silva (PCdoB/SP), episódio de uma das ONG’S envolvidas no repasse de recursos públicos, Demostenes zombou de Orlando Silva acusando o ex-ministro de se relacionar com amigos de idoneidade duvidosa.

No próprio episódio do mensalão de seus partido no Distrito Federal quando toda a podridão do ex-governador Roberto Arruda veio a baila, Demostenes Torres foi um dos principais dirigentes a bradar sobre ética e defender a expulsão do ARRUDA.

No episódio do famigerado MENSALÃO, Demostenes Torres sempre acusou o PT, o presidente LULA, Zé Dirceu e a presidenta DILMA de não terem idoneidade, faltarem com a ética;

Demostenes Torres é um dos principais protagonistas de ações no STF contra a bolsa família, cota para negros nas universidades e defende o não reconhecimento da CUT como central sindical dos trabalhadores e trabalhadoras.

Como dizia meu professor de filosofia, sempre desconfie desses falsos moralistas, desses falsos paladinos dos bons costumes e da ética.

“Quem com o #DEM fere com o #DEM será ferido”.

 

O STF faz cumprir a lei

O ex-governador da Paraíba Cássio Cunha Lima (PSDB/PB), cassado por desvio de recursos públicos, corrupção teve seu registro cassado pelo TRE-Pe, não tinha sido empossado até a data de 08 de novembro.

Mas, o STF empossou Cássio Cunha Lima como senador eleito pelo Estado da Paraíba, sendo assim, Wilson Santiago (PMDB/PB) sai do senado.

Para refrescar a memória, Cássio Cunha Lima como tantos outros parlamentares foram enquadrados na pomposa Lei da Ficha Limpa que o STF considerou inconstitucional para ser aplicada imediatamente, portanto, mas um ex-governador do PSDB corrupto virou senador.

Ou seja, neste caso, a lei do STF é cumprida, mas o piso nacional dos professores é desrespeitada por um juiz regional suspeitissimo.

Eu só quero entender!

 

Todos contra a greve

O PIG/OLIBERAL desinforma os paraenses em relação a greve dos professores.
O delegado geral fala em desobediência civil dos sindicalistas, quer a citação do tal juíz Elder (o mesmo que desrespeita o STF) para proceder a prisão dos sindicalistas, que lutam pelo piso nacional que já é lei.
Mas, esse mesmol delegado geral e a policia não garantem segurança a população em geral.
Nilson Pinto ameaça punir professores grevistas, mas Nilson Pinto votou a favor da lei do piso nacional dos professores quando era deputado federal em 2011 pelo PSDB, o partido do governador.
Mas, hoje no poder – Nilson Pinto desrespeita aquilo que ele mesmo aprovou como parlamentar.
Repito: eu só quero entender por quê o STF é desrespeitado por um juíz regional suspeitissimo.

Priorizar a campanha salarial

Pela primeira vez estou utilizando meu próprio espaço de rede social para posicionar-me sobre nossa campanha salarial. Quando estou falando de “nossa campanha salarial”, estou me referindo ao meu local de trabalho – SERPRO.

Neste ano de 2011 estamos premidos pelos problemas extra-campanha, 4 sindicatos dos seguintes estados: RS, SC, RN e BA resolveram assumir publicamente seu método de campanha paralela. Digo assumir, pois em outras campanhas salariais faziam de forma dissimulada, ou seja, praticavam seus atos anti-sindicais, mas sempre renegavam suas personalidades.

Esses sindicatos sempre utilizam a FENADADOS (Federação Nacional) como bode expiatório, aproveitam-se principalmente de uma lista interna (caracterizada de lista Yahoo) para destilarem as mais inusitadas leviandades, além disso, as frustrações e complexos de toda ordem sindical predomina entre seus signatários.

Recebo do dirigente de comunicação do SINDPD/PA (e não sei do motivo deste comunicado não está divulgado entre os trabalhadores e trabalhadoras) um comunicado que o TST, finalmente, rejeitou as medidas protocolares dos 4 Estados, onde o resultado foi o que todo mundo já sabia: “a Fenadados é a única representante legitima do Acordo Coletivo do Serpro”, ou seja, ou os 4 estados mosqueteiros pseudo rebeldes aproximam-se da campanha salarial nacional ou deixam de atrapalhar as negociações.

No link as informações:

http://migre.me/5TvGe