O DIA EM QUE A TIM TROCOU O CHiP

Um determinado dia, no auditório do Serpro/Belem, um candidato a ícone do Software Livre proferia uma palestra sobre inclusão digital e mobilidade.
Duas incongruências deste personagem solitário: Android é Linux, elogiou o plano TIM de conexão de R$ 0,50 (Liberty) como um exemplo de política de inclusão digital.
Mas esse mesmo cavalheiro solitário defenestrou o plano nacional de banda larga.
Triste cavalheiro solitário com a decisão da ANATEL de proibir a TIM e seu plano Liberty (elogiado pelo cavalheiro solitário) de não mais vender chips por desrespeitar o consumidor, não prestar serviço de qualidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s