Quando a justiça tenta se defender

(Procurador Roberto Gurgel)

A CPMI do Cachoeira está pegando fogo no Congresso Nacional.
Depoimento do delegado responsável pela operação Monte Carlo que durou 7 horas, consta que toda essa sujeirada já era de conhecimento da justiça brasileira desde 2009.
Quem pela justiça brasileira já conhecia toda essa sujeirada: O procurador geral, Sr. Gurgel.
A CPMI sinalizou que o procurador Gurgel precisa ser convocado para esclarecer por quê segurou por tanto tempo o processo.
E logo observamos um show pirotécnico patrocinado pelo lado podre da imprensa tendo a Globo na cabeça, Folha de São Paulo na dobradinha, ou seja, todos defendendo que o procurador é intocável. Em seguida, escalou-se outro falso moralista o senador Álvaro Dias (oposição PSDB/PR) para tentar agasalhar o procurador Gurgel em seu cobertor.
Lendo algumas tentativas de defesas do procurador Gurgel a que me chamou atenção foi "segurou o processo para poder continuar investigando outras pessoas, se desse transparência ao processo em 2009, causaria prejuízos a investigação e concomitantemente a justiça."
Apesar do procurador Gurgel ter tentado explicar o inexplicável dessa sujeirada toda, entendo que a sociedade brasileira e principalmente o povo de GOIAS foram os mais prejudicados. Se viesse a público o processo do #cachoeiroduto, o povo de GOIAS já saberia a verdadeira índole de Demóstenes Torres e com certeza não teria eleito um integrante do crime organizado para o Senado. Perdeu o povo de Goiás.
Se o procurador Gurgel tivesse tornado público o crime organizado em Goiás: Léreia, Sandro Mabel e Marconi Perillo não teriam sido eleitos deputados federais e governador.
Se o procurador Gurgel tivesse tornado público o esquema do bicheiro Carlinhos Cachoeira já saberíamos do lobby de falsos executivos da DELTA e suas adaptações com recheios de fraudes nas obras públicas de municípios, estados e governo federal.
Finalmente, se o procurador GURGEL tivesse tornado público toda essa sujeirada do #Cachoeiroduto o povo brasileiro seria sabedor o que todos nós desconfiávamos que a #vejanacpi faz parte desse esquema do crime organizado, promovendo grampos ilegais, incessantemente jogando na vala comum a imagem e a boa fé de cidadãos públicos, além disso, o fato mais grave, inescrupulosamente conspirando pela queda da presidenta DIlma.
Essa é a nossa justiça brasileira, lenta, tendenciosa, comprometida com a parte podre da imprensa, conservadora, ineficiente, e, parafraseando a ministra Calmon integrante do Conselho Nacional de Justiça: há muitos bandidos travestidos na chamada TOGA.

ACarlosMeloDaSilva

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s