PNBL avança no Pará

http://www.orm.com.br/2009/noticias/default.asp?id_modulo=548&id_noticia=581947#.T2XTFAkx80c.mailto

Em primeiro lugar é fundamental que não se esqueça que nesta disputa pela implantação do PNBL – Plano Nacional de Banda Larga, parte da comunidade paraense de tecnologia da informação paraense batalhou para o nosso Estado se re-inserido no PNBL já neste ano de 2012, haja vista que que na governo anterior de Ana Júlia somente no ano de 2014 o Pará estaria inserido no PNBL. Mesmo com crise de histerias, os chamados homens da tecnologia da ex-governadora (João Crisostomo, Rodrigo Quites, Renato Francês, Claudio Alex, Claudio Martins) foram os grandes responsáveis por essas bravatas.

É também de destacar que alguns icones que comandam associações de software livre como se fossem "exercito de um homem só" em suas palestras sore Android, promovem verdadeiros preselitismos contra o PNBL.
Nós que desenvolvemos e disputamos projetos de tecnologias livres estamos muito a cavaleiro para promover o debate, manter nossas críticas, militamos para ver o estado do Pará no PNBL já em 2012. No entanto, por não termos uma política bem articulada e em função do que o Ministério das Comunicações vem implementando o PNBL, corremos o risco dos tubarões das operadoras com seus projetos prevalecerem. Essa disputa está em aberto, oportunismo, proselitismo, comodismo não vai resolver nossa situação.

Precisamos cada vêz mais militar, debater e continuar a disputa pela implementação de nossas propostas para um projeto de banda larga popular para o povo paraense.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s