Aniversário do jornalismo marron

Assisti nos principais jornais conservadores de ontèm (18), além dos principais provedores de internet marron, as pomposas reportagens sobre os 30 anos de ANJ – Associação Nacional de Jornais.
Nunca é tarde para informar que a ANJ congrega os principais veículos conservadores do jornalismo brasileiro. O mesmo que ajudou COLLOR derrotar LULA em 1988, os mesmos, que durante os dois mandatos de FHC vislumbraram o melhor dos mundo com o neoliberalimsmo, o mesmo que criminaliza diversos movimentos sociais.
Imagina que nestes trinta anos de ANJ se fez menção a liberdade de imprensa. Mas de que liberdade de imprensa a ANJ está falando? Da Globo, Folha de São Paulo, o Estadão que giraram suas metralhadoras contra o blog da Petrobrás? Dos que não fazem qualquer indicativo ao projeto nefasto do Senador Eduardo Azeredo sobre o dissimulado projeto AI-5 DIGITAL?
Foi no mínimo ridículo para quem assistiu o dirigente da GLOBO/RS falando dos efeitos nefastos de nos dias de hoje se misturar religião com jornalismo. De forma disfarçada tentava criticar a igreja UNIVERSAl e a RECORD e ao mesmo tempo defender a GLOBO.
Se há alguem que ainda não saiba, a ANJ se retirou dos debates da Conferência Nacional de Comunicação marcada para1,2 e 3 de Dezembro. Porquê será?
A reposta mais obvia é que esta entidade do jornalismo marron jamais topará se submeter ao debate democrático sobre outros rumos para a comunicação do país.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s