Partido Pirata ganha representação

Foi na eleição de domingo na Suécia, o partido pirata obteve 7,1% dos votos da Suécia, portanto, o suficiente para garantir um único assento no parlamento europeu. O partido quer a desregulamentação dos direitos autorais, abolindo o sistema de patente e reduzindo a vigilância na internet.

“Isto é fantástico”, disse à Reuters o principal candidato do partido, Chrisitian Engstrom. “Mostra que muitos pensam que a integridade pessoal é importante e que devemos lidar com a internet e com a nova sociedade da informação da maneira certa.”

Previamente um grupo obscuro de ativistas de causa única, o partido ganhou um salto na popularidade após a condenação de quatro pessoas em abril por operarem o Pirate Bay, um dos maiores sites de compartilhamento de arquivos do mundo.

Apesar dos nomes semelhantes, o partido e o site não têm nenhuma relação. O partido foi criado em 2006 e discutia uma eleição geral sueca aquele ano, mas recebeu menos de 1% dos votos.

 Engstrom credita o sucesso do partido à simpatia de jovens eleitores. “Nós somos muito fortes entre aqueles que têm menos de 30 anos. Eles entendem o melhor do novo mundo e agora sinalizaram que não gostam de como os grandes partidos lidam com estas questões.”

O Partido Pirata terá uma das 18 cadeiras da Suécia, entre os 785 assentos do parlamento. “Nós usaremos toda a nossa força para defender a integridade pessoal e nossos direitos civis”, disse Engstrom.

“Compartilhado da fonte: Da Reuters”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s