Piso nacional dos professores

Nem sempre o STF de Gilmar Mendes concede benesses para Daniel Dantas. Nesta quarta-feira (17), a poderosa suprema corte julgou improcedente preliminarmente o pedido de inconstitucionalidade da governadora tucana do Rio Grande do Sul (Yeda Credus Crusius) contra o piso salarial nacional de R$ 950,00. A tucana disputa com a governadora Ana Júlia quem ganhará em 2008, nas pesquisas, o troféu de pior governante. O STF aproveitou o junlgou os outros pedidos de mais 4 governadores: Mato Gresso do SUL (Bairo Maggi – o rei da soja); Paraná (Requião – quem diria!); Santa Catarina (Luiz Henrique) e Ceará (Cid Gomes).
O blog destaca nesta pendenga instigada pela tucana Yeada o voto do ministro Carlos Ayres Brito: “Não se pode falar em valorização da educação no país sem a instituição de um piso digno para os professores”. Surpreendente…
Mas é necessário afirmar que nada cai do céu, vários trabalhadores no país se mobilizaram para manter a conquista anteriomente aprovada pelo congresso nacional. A foto acima, nos reanima com a disposição de luta dos professores em São Paulo contra o tucano José Serra.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s