a crise e o software livre

Eh… o mundo assiste embasbacado o pedido de help! das montadoras americanas. Um pires na mão e um relatorio ao Congresso Americano. Opiniões majoritamente convergentes sinalizam que o neoliberalismo derreteu, mas o historiador Eric Hobsbawn, em artigo recente ao Le Monde Diplomatique “afirma que isso não significa o fim do capitalismo”. Estariamos diante do inevitável “mundo novo”, provoca o historiador.
O principal argumento das montadoras para o pacote de socorro diz respeito as perdas incalculáveis de seus papeis na bolsa de valores de Wall street, o patrimônio se diluiu assustadoramente com as quedas sucessivas. Elas protagonizam o maior desemprego nestes 50 anos.
Não muito distante, alguns comentaristas da Bloomberg (o principal canal de informações do mercado financeiro), especula que algumas das grandes corporações de tecnologia devem seguir o mesmo caminho, entre elas, a empresa de Bill Gates. O concreto eh que os papéis da Micro$oft acompanharam as baixas de desvalorização em Wall Street. Recentemente, Steve Ballmer, considerado o segundo homem forte na hierarquia da multinacional esteve mais uma vez na corte americana para se explicar sobre as inumeras ações de falhas no Windows Vista. Desta vez, problemas relacionados com o programa “Vista Capeble”. Na ação, a Micro$oft é acusada de ter enganado os usuários colocando o selo que dizia estar o computador capacitado para rodar o Vista em máquinas que não conseguiriam rodar as funções mais avançadas do sistema operacional (http://tecnologia.terra.com.br/interna/0,,OI3349130-EI4803,00.html).
Enquanto isso, o firefox neste ano de 2008, foi considerado entre os navegadores, o que mais inovou em atualizações, performance e estabilidade, além disso, um crescimento em torno de 73% em número de usuários.
Analistas internacionais prevêem que as tecnologias abertas não serão afetadas pela crise internacional, apostam que a tendência do mercado de TI será as empresas migrarem para tecnologias abertas, não só como medidas de redução de custos, mas por opção por terem garantia de escalabilidade e estabilidade nas tecnologias abertas.
E por falar nisso, alunos de uma escola na cidade de Austin, no Texas foram punidos pela professora por usar Linux. Leia a matéria na integra (http://info.abril.com.br/aberto/infonews/122008/12122008-44.shl).
E por aqui continuamos perplexos pela assinatura de um protocolo de falsas intenções com a Micro$oft. Um cheque em branco e um vôo cego para um núcleo duro de governo que não mede a altura do tombo na política do vale tudo.
noticias nas alturas: o presidente LULA recebe a maior aprovação de um presidente deste os tempos de redemocratização.
noticias indicadas pelo Blog: Jogo de bastidores, sobre o intrigado caso HANGAR… leia www.jornalpessoal.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s